Orgulho em ser Endocrinologista

Durante 4 dias, mais de 500 congressistas, de vários cantos do mundo, participaram no Congresso Português de Endocrinologia, realizado em Braga de 24 a 27 de janeiro de 2019.

A sessão de abertura, contou com as participações da presidente da Sociedade Espanhola de Endocrinologia e Nutrição e do presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, que veio do Brasil acompanhado de outros elementos da sua equipa.

No arranque oficial dos trabalhos, o professor Davide Carvalho, presidente da SPEDM, sublinhou a vontade de descentralizar estes encontros e levá-los para fora dos grandes centros, como é o caso de Braga.

Reforçou também a aposta num trabalho de coesão, crescimento, renovação e de abertura à inovação.

A telemedicina, a rede de referenciação hospitalar de endocrinologia e as novas terapêuticas, são apenas alguns exemplos de temas que estiveram em debate nas inúmeras conferências, simpósios, encontros com especialistas e formações realizados em Braga.

A troca de experiências foi feita também com especialistas vindos de vários cantos do mundo, além do Brasil e de Espanha, casos, por exemplo, da Dinamarca, da Holanda, da Alemanha…

…ou da Finlândia, via teleconferência.

O palco também foi dado aos novos especialistas, que logo no primeiro dia do congresso, receberam as insígnias, acompanhados dos orientadores de formação.

A direção da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo conta com todos na próxima edição do Congresso, que já tem lugar definido, vai ser na cidade de Coimbra.