Newsletter da SPEDM

A Endocrinologia e Eu - Ana Agapito e Fernando Fonseca

A Endocrinologia e Eu
Ed.
Abril 2024

A ENDOCRINOLOGIA E NÓS

Foi com agradável surpresa que recebemos da equipa editorial da Newsletter da SPEDM, na pessoa da Professora Paula Freitas, o convite, que agradecemos, para participar na habitual rubrica “A Endocrinologia e Eu” adaptada nesta edição para “A Endocrinologia e Nós”. 

O caminho que conduziu cada um de nós até ao encontro em Janeiro de 1983 na Unidade de Endocrinologia do Hospital Curry Cabral (HCC) foi diferente, mas a Endocrinologia era o desejo de ambos. Licenciado pela FMUP e oriundo do Norte do País, a escolha da Especialidade em Lisboa foi ditada por estarem preenchidas as vagas a concurso no Porto e a única alternativa nesse ano de 1982 ser no HCC. Aí já se encontrava a frequentar o 2º ano da Especialidade a  interna que fizera todo o seu percurso académico em Lisboa. Desde então o caminho foi comum, de início como colegas e a partir de 1988 como companheiros de Vida, a trabalhar sempre na mesma instituição. Numa época em que os MCDT eram  “rudimentares”, a semiologia assumia uma importância vital e para a nossa formação muito contribuiu o Dr. Charneco da Costa com a sua experiência e saber clinico. Incentivo ao estudo, permanente actualização, partilha de conhecimentos e sentido humanista foram legados que nos deixou.

Ao longo dos anos o progresso científico modificou a abordagem diagnóstica e terapêutica - doseamentos hormonais, métodos de imagem morfológica, funcional e de intervenção, testes genéticos, de biologia molecular, a par de novas tecnologias bem evidenciadas na área da Diabetes. Novos fármacos foram sucessivamente adicionados ao arsenal terapêutico, permitindo tratamentos mais eficazes e seguros de várias patologias da Endocrinologia, da Diabetes e da Obesidade. Estes factos, aliados à difusão do Conhecimento que a “era digital” proporcionou, viriam a reflectir-se na orgânica dos Serviços e na necessidade de mais inter e multidisciplinaridade.

Em 2011 um de nós assumiu a Direção do Serviço de Endocrinologia do HCC onde tivemos o privilégio de trabalhar com uma equipa de especialistas colegas de longa data e de acolher novos internos ao longo de uma década. A formação contínua e em particular a dos internos foi sempre uma prioridade nossa, com reuniões clinicas e sessões de formação semanais. Às já existentes consultas de Endocrinologia Geral, de Diabetes, de Bombas Perfusoras de Insulina, de Obesidade e de Tratamento Cirúrgico da Obesidade, a criação de outras como a de Tumores Hipofisários e a de Tumores Neuroendócrinos, aliadas a reuniões multidisciplinares das respectivas patologias, foi a natural evolução de um Serviço que pretendíamos fosse diferenciado, capaz de dar melhor resposta aos nossos doentes e motivador para quem nele trabalhava. Não podemos deixar de realçar o nosso especial “carinho” pela área de patologia hipofisária, a criação de raíz de um grupo multidisciplinar e a participação de um de nós na coordenação do Grupo de Estudo de Tumores Hipofisários de 2017 a 2022. A participação no ensino da disciplina de Endocrinologia aos alunos do 5º ano da Nova Medical School a partir de2015 foi outra excelente experiência e uma mais-valia para o serviço.

Reunidas condições, a aposentação simultânea ocorreu em Agosto de 2020. E o que fica depois de 40 anos de actividade no SNS? A importância da relação médico-doente, o prazer de ter feito o que mais gostávamos, as inúmeras aprendizagens – com os doentes, com os colegas, com os alunos. E as Amizades, cultivadas ao longo do tempo e que ficam para a Vida.