Newsletter da SPEDM

Endocrinologia pelo País #12

Endocrinologia pelo País
Ed.
Abril 2024

Serviço de Endocrinologia da ULS de Gaia e Espinho

Linha de cima: Mariana Martinho, médica; Maria José Leão, enfermeira; Ema Lemos, enfermeira; Diogo Ramalho, médico interno; Margarida Gonçalves médica interna; Dina Matias, nutricionista; Carla Guerra, nutricionista; Maria João Oliveira, médica; Marta Almeida, médica; Sara Monteiro, médica; Isaura Duarte, enfermeira; Nuno Jesus médico interno
Linha de baixo: Silvia Teixeira, enfermeira; Sara Correia, médica; Patricia Tavares, médica; Olga Libório, enfermeira; Gustavo Rocha, médico; Henrique Carmona, médico; Ana Sousa, médica

 

Nome do Serviço: Serviço de Endocrinologia da ULS de Gaia e Espinho

Ano de fundação: 2008

Diretor de Serviço: Maria João Oliveira

Número de especialistas: 8 (1 assistente hospitalar graduado sénior, 5 assistentes hospitalares graduados, 2 assistentes hospitalares)

Número de internos: 5

Outros profissionais de saúde: 5 enfermeiras, 3 nutricionistas, 1 podologista em tempo parcial, 4 assistentes administrativas (não exclusivas), 2 assistentes operacionais.

Principais áreas de diferenciação: Apesar da actividade clínica em todas as áreas da Endocrinologia, tem como consultas especificas: Consulta Multidisciplinar de Educação do Diabético, Consulta de Tecnologias – Diabetes, Consulta de Patologia Endócrina na grávida, Consulta de Transição, Consulta Multidisciplinar do Pé Diabético, Consulta Multidisciplinar de Patologia Endócrina e Consulta de Endocrinologia – Hipófise. A diferenciação destaca-se em: patologia tiroideia, nomeadamente ecografia da tiroide, punção aspirativa e  esclerose de quistos tiroideus com etanol, brevemente biópsia histológica e  termoablação de nódulos tiroideus com radiofrequência; diabetes e o pé diabético, privilegiando a educação multidisciplinar, os sistemas de monitorização contínua e tem aumentado o número de doentes com diabetes tipo 1 tratados com bombas de insulina. A abordagem do pé diabético é multidisciplinar contando com uma equipa médica da qual fazem parte: endocrinologistas, ortopedista, cirurgião vascular, internista – infecciologista, podologista e enfermeiras com grande experiência; patologia da supra-renal, com a possibilidade de cateterismo das veias supra-renais e excelente resposta cirúrgica.

Principais desafios no dia-a-dia: o desafio constante é cumprir os objectivos de desempenho na actividade assistencial com elevado nível científico, dada a área de cerca de 700.000 habitantes que serve (335.176 de referenciação directa e 350.000 indirecta) e a limitação em recursos humanos.  Actualmente o principal desafio é a constituição da nova ULS Gaia-Espinho e a integração do serviço.

Breve resumo do ano anterior: Foram realizadas 20.285 consultas, sendo    22% primeiras consultas e 996 sessões de hospital de dia. Foram publicados 6 artigos científicos (4 em revistas internacionais com factor de impacto).  Terminou a formação em Endocrinologia e Nutrição uma interna, com um resultado que se distinguiu, e ocupou um lugar de assistente hospitalar no serviço. O número de especialistas aumentou de 6 para 8, incluindo outra especialista transferida por mobilidade.

Projetos para o futuro: Organização das 1as Jornadas de Endocrinologia e Nutrição da ULS GE em 2024; Início de biópsia histológica da tiróide e ablação de nódulos com radiofrequência; Continuação da elevada especialização e competência científica; Aumento do número de trabalhos científicos e ensaios clínicos (ensaio Calypso no hipoparatiroidismo, em 2024).