Newsletter da SPEDM

Tema de Capa - Nutrição e Políticas de Saúde - José Silva Nunes

Tema de Capa
Ed.
Janeiro 2024

Nutrição e Políticas de Saúde

A nutrição consiste no processo de consumir alimentos e convertê-los em energia e outros nutrientes que são essenciais à vida. A “dieta” consiste na soma de todos os alimentos consumidos por um indivíduo. Contudo, a palavra “dieta” muitas vezes é usada quando se pretende referir ao consumo de uma ingestão específica de nutrientes por razões de saúde ou de controlo de peso.

A nutrição é uma parte crítica da saúde e do desenvolvimento. Uma melhor nutrição está associada a um menor risco de doenças não transmissíveis (como a diabetes tipo 2 e as doenças cardiovasculares) e a maior longevidade. A má nutrição (quer por desnutrição, quer por pré-obesidade e obesidade) representa uma ameaça à saúde humana. Os impactos no desenvolvimento, económicos, sociais e médicos da má nutrição são graves e duradouros para os indivíduos e as suas famílias, para as comunidades e para os países.

A literacia nutricional e a literacia alimentar tornaram-se conceitos cada vez mais importantes na promoção da saúde. Assim, é essencial a definição de políticas de saúde na área da nutrição. Em Portugal, no âmbito da Direção-Geral da Saúde, em 2012 foi criado o Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável (PNPAS) como um dos programas de saúde prioritários do Plano Nacional de Saúde. Tal traduziu-se na assunção de que a alimentação e a nutrição passaram a ser consideradas como áreas prioritárias na construção de políticas de saúde pública. Através da criação do PNPAS, passou a existir um conjunto concertado e transversal de ações destinadas a garantir e incentivar o acesso e o consumo de determinado tipo de alimentos, tendo como objetivo a melhoria do estado nutricional e de saúde da nossa população. Nesse âmbito foi implementada uma Estratégia Integrada para a Promoção da Alimentação Saudável em 2017, através do Despacho n.º 11418/2017, com o objetivo de incentivar o consumo alimentar adequado e a consequente melhoria do estado nutricional dos cidadãos, com impacto direto na prevenção e controlo das doenças crónicas. Trata-se de uma estratégia intersectorial que apresenta um conjunto variado de medidas de intervenção para promover a alimentação saudável dos portugueses, consensualizadas por sete Ministérios diferentes.          

Num âmbito mais alargado, da União Europeia, um dos objetivos centrais da sua política alimentar é o fornecimento de alimentos seguros, nutritivos, de elevada qualidade e a preços acessíveis aos consumidores europeus. As suas normas e requisitos visam garantir um elevado nível de segurança alimentar e nutricional. No entanto, uma série de desafios emergentes poderão colocar o sistema alimentar europeu sob forte pressão. Estes desafios incluem desequilíbrios demográficos, alterações climáticas, escassez de recursos e energia, abrandamento na produtividade agrícola, aumento da concentração na cadeia de abastecimento, volatilidade dos preços, alteração das tendências alimentares e surgimento de resistências aos agentes antimicrobianos.

E qual o papel da nutrição na especialidade de Endocrinologia e Nutrição?

Ao longo da formação pré e pós-graduada, a aquisição de conhecimentos em nutrição é deficitário. Tal falha será invertida após a publicação e implementação do novo programa de formação da área de especialização em Endocrinologia e Nutrição. Em 2022, um grupo de endocrinologistas (Dra. Adriana de Sousa Lages, Dra. Carolina Moreno, Prof. Doutor Davide Carvalho, Profª Doutora Paula Freitas e eu) já havia refletido sobre o papel da nutrição na nossa especialidade. Tínhamos assumido a importância da orientação nutricional como um dos pilares do tratamento e acompanhamento do doente com várias doenças endócrinas, como a diabetes tipo 1, a diabetes tipo 2 e a obesidade. Embora possa existir o apoio de nutricionistas no acompanhamento daqueles doentes, é necessário que o endocrinologista esteja minimamente capacitado para rever estratégias de modificação de comportamento alimentar.